fbpx

Apadrinha uma criança

Os problemas reais das comunidades rurais no Equador exigem acções reais e concretas.

O programa “Patrocine uma criança” da FAP procura contribuir para a educação, saúde e nutrição das crianças das comunidades rurais mais pobres da Amazónia equatoriana, para que possam optar por um futuro digno com igualdade de oportunidades.

Como posso apoiar?

Podes apoiar o bem-estar de uma criança numa comunidade como se ela fizesse parte da sua família. Este apoio pode ser:

– Económico (o dinheiro recebido pela fundação será investido na criança que patrocina)
– Fardas e sapatos escolares
– Doações de material escolar
– Doações de alimentos
– As roupas, podem ser usadas em bom estado
– Computadores ou dispositivos eletrónicos
– Voluntariado

Se quiseres apoiar basta preencher o formulário Patrocinar uma Criança e entraremos em contacto contigo com informações mais detalhadas.

Beneficios do programa

A FAP, juntamente com o interesse dos seus patrocinadores solidários, assegura a educação, saúde, nutrição e bem-estar a longo prazo das crianças, até estas terminarem a sua escolaridade e o ensino secundário. O programa Apadrinha uma criança não só beneficia a criança patrocinada, mas também o desenvolvimento de toda a comunidade através de projectos de apoio a escolas, cantinas, bibliotecas, formação profissional, planos de alfabetização, etc.

Será criada uma relação sólida entre o patrocinador e a sua criança apadrinhada, através de um relatório detalhado que incluirá uma foto, informações sobre a criança, a sua família, o seu ambiente e o programa em que participa.

Receberás este relatório de apadrinhamento por correio eletrónico. O patrocinador receberá também um relatório semestral da instituição onde a sua criança patrocinada estuda, que incluirá as notas e o desempenho da criança.

O patrocinador pode comunicar sempre que quiser com o seu afilhado e enviar-lhe presentes, respeitando algumas regras mínimas, tais como não enviar presentes muito caros e individualistas, de modo a não gerar diferenças entre as crianças ou presentes não muito pesados que a entidade local tem de pagar para poder ir buscá-los aos correios.

Corresponder com um afilhado é um gesto enriquecedor para o padrinho e para a criança. Uma carta ou um desenho permite ao padrinho sentir-se orgulhoso dos progressos feitos pelo seu afilhado, graças em grande parte à sua ajuda. As crianças não são obrigadas a escrever se não o desejarem, a sua liberdade deve ser respeitada. Mas as crianças são sempre muito afectuosas com os seus amigos e ainda mais se forem seus padrinhos.